Para a adoção dos animais, o primeiro contacto é feito pelo adotante, via e-mail ou telefone. Gostamos sempre de conhecer e falar com os possíveis adotantes dos nossos bichos, para que possamos verificar se estes possuem as condições ideais para a adoção do animal em causa, e também, se este se adequa ao futuro dono. Cada animal tem características próprias que devem ser respeitadas. Gostamos igualmente de conhecer o local onde o animal vai residir e mais tarde visitá-lo.

Para a adoção dos nossos cães e gatos, o adotante deve conhecer (e aceitar) as nossas normas de adoção:

  • Responder a um questionário;
  • Preencher uma ficha de adoção/acordo de responsabilidade;
  • Apresentar BI/CC e comprovativo da morada (recibo da água, luz, telefone, etc.);
  • É importante que os adotantes nos vão informando acerca da adaptação do animal ao seu novo lar;
  • Todos os nossos cães e gatos serão entregues em casa dos seus adotantes, preferencialmente à sexta-feira;
  • Os gatos bebés são entregues a partir dos dois meses, desparasitados, com a primeira vacina tomada e, quando se
    justificar, com os testes FIV/FELV feitos;
  • Os gatos jovens e adultos são entregues esterilizados/castrados, desparasitados, vacinados e com os testes FIV/FELV feitos;
  • Os cães bebés são também entregues a partir dos dois meses, desparasitados, vacinados e “chipados”;
  • Os cães jovens e adultos são entregues esterilizados/castrados, desparasitados, vacinados e “chipados”;
  • É obrigatório, nos cães e gatos adotados com menos de 6 meses, que o animal seja esterilizado entre os 6 e 8 meses. Por ser obrigatório, é uma cirurgia que fica da responsabilidade da associação, pelo que o adotante deverá entrar em contacto connosco para que a mesma possa ser agendada.

Somos uma Associação que luta todos os dias para dar as melhores condições possíveis aos nossos patudos, mas sentimos muitas dificuldades a nível financeiro. Os donativos que recebemos são insuficientes para tratar de todos os nossos cães e gatos, principalmente daqueles que estão mais doentes e/ou são mais velhos. Por isso, contamos com a boa vontade dos adotantes, no sentido de ajudarem a pagar as vacinas, testes e chip, quando nos adotam um animal.